Logo Bulk Services

Entenda a legislação para envio de SMS marketing

por BulkServices



Você quer diversificar as suas estratégias de marketing, mas não sabe por onde começar? Uma ferramenta super válida é o SMS, usado hoje pelas corporações para otimizar o relacionamento com clientes, as campanhas de marketing e as operações de vendas. Mas, para usá-lo adequadamente, é fundamental conhecer e seguir a legislação para envio de SMS marketing.

Na verdade, esse recurso já é antigo e muito popular, capaz de aproveitar as facilidades de diferentes dispositivos móveis sem a necessidade da internet. Muito além do que apenas uma ferramenta para entretenimento, ele mostra ainda uma incrível utilidade para o âmbito empresarial — desde que se tenha certo controle.

Então, quer entender como usá-lo da melhor forma? Continue lendo este post e conheça todas as regras para o envio de SMS marketing!

O que consta na regulamentação?

Desde o ano de 2012, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) determina regras gerais para o envio de mensagens publicitárias por meio da telefonia móvel. Isso foi necessário, principalmente, graças ao envio indiscriminado que muitas empresas — inclusive as próprias operadoras de telefonia — faziam aos destinatários, incomodando-os.

Hoje, o usuário pode escolher se deseja ou não receber essas mensagens de marketing. Caso seja alvo de uma campanha publicitária indesejada, basta responder com a palavra “pare” ao remetente, para interromper o recebimento. Uma mensagem confirmará esse cancelamento — algo como: “Mensagem recebida com sucesso. A partir desse momento você não receberá mais mensagens desta empresa”.

Além disso, no próprio contrato com a provedora de telefonia há a possibilidade de o usuário escolher se deseja receber essas mensagens. Essa opção é conhecida como Opt-in/Opt-out, um conjunto de normas que garantem o seu direito de privacidade.

Quais são as penalidades para quem não a cumprir?

Grosso modo, a empresa que insistir no envio de mensagens sem a autorização dos usuários estará incorrendo em prática ilegal, estando sujeita a algumas penalidades. Segundo o CDC (Código de Defesa do Consumidor), as multas podem ser extremamente altas, alcançando valores entre R$ 450,00 a R$ 6,5 milhões de acordo com a gravidade do ato.

Além disso, o Procon recomenda que as corporações devem ser transparentes no uso das informações fornecidas pelo cliente, respeitando o seu direito à privacidade. Assim, se a empresa tiver passado os dados de seus clientes para terceiros, é bem provável que essa multa seja ainda maior.

As empresas “piratas” são as não oficiais e homologadas pela Anatel, uma vez que não garantem os direitos dos seus consumidores/clientes e não trabalham com as regras exigidas.

Quais cuidados devem ser tomados para enviar SMS?

A Anatel ressalta que a fonte usada não pode ser menor que 12, para facilitar a leitura por parte do consumidor. Além disso, ainda há certos aspectos que as corporações devem observar quando forem enviar mensagens de marketing. Vejamos, então, os principais deles.

Opt-in

Antes de realizar o envio das mensagens para qualquer base, é preciso solicitar a autorização prévia dos destinatários. Isso pode ser feito, por parte do usuário, de forma impressa, por meio de formulário web, em eventos ou mesmo por contato telefônico. Ainda assim, mesmo que esse usuário tenha autorizado o recebimento de SMS, deve-se sempre disponibilizar a sua saída dessa base de contatos.

Outra questão relevante é que todas as mensagens com a proposta de promover ou vender produtos ou serviços devem vir acompanhadas de uma frase de rodapé, como “responda ‘sair’ para parar de receber”. Para tanto, use sempre palavras claras, como “parar”, “sair” ou “cancelar”.

Identificação

Busque se identificar diretamente como o remetente da mensagem. Essa é uma condição de bom tom e precisa ser seguida mesmo quando se tratar de um segundo disparo de SMS para o mesmo destinatário.

Horário

O horário para fazer os envios, a partir de canais homologados junto à Anatel, é extremamente restrito entre as 8 h e as 20 h. Até porque enviar torpedos fora desse horário soaria como incômodo na visão dos usuários, o que os levaria a enxergar a marca de maneira negativa.

Quantidade de caracteres

As mensagens enviadas por SMS devem ser totalmente objetivas e concisas. É importante lembrar, inclusive, que há uma limitação de 160 caracteres por causa da mensagem de rodapé (utilizada para o descadastro). Logo, sua publicidade precisará caber no espaço restante.

Embora não seja possível utilizar imagens a partir desse canal, você pode fazer uso de uma linguagem mais abreviada e emoticons, para que o consumidor se identifique imediatamente e busque manter um contato aberto. Também é fundamental utilizar palavras-chave que chamem a atenção do destinatário para a marca da empresa.

Adequação ao público

Assuntos de cunho religioso ou político (salvo para aqueles que são filiados ao partido em questão) são irrevogavelmente proibidos de serem disseminados via SMS. Além de ter isso em mente, outra dica importante é: sempre dê atenção à segmentação. Se apenas homens de 20 a 35 anos receberão determinada oferta, por exemplo, você precisa respeitar essa regra e fazer o envio apenas aos destinatários que se enquadram nesse perfil.

Resumindo, atente-se a estas regras:

  • o envio é restrito ao horário comercial;
  • mantenha uma frequência moderada;
  • a quantidade máxima de caracteres deve variar entre 140 e 160 caracteres;
  • não é permitido enviar SMS em feriados e aos domingos;
  • é proibido disseminar ideias de cunho religioso ou político;
  • é obrigatório que o remetente se identifique no final da mensagem;
  • a empresa terá que oferecer relatórios das mensagens recebidas e enviadas;
  • é preciso identificar o assunto, o qual precisa estar associado à marca da empresa;
  • deve-se garantir a opção de saída em todas as mensagens enviadas.

Como vimos, as empresas podem fazer uso desse recurso para beneficiar as suas vendas, desde que respeitem todas as regras da Anatel. Assim, você demonstra o respeito que a sua empresa tem com os clientes — além, é claro, de aumentar significativamente as chances de as suas campanhas serem efetivas!

Então, o que achou do nosso post? Ficou ainda com alguma dúvida sobre a legislação ou deseja acrescentar uma informação? Deixe o seu comentário e compartilhe as suas ideias conosco!

Comentários

Comentários