fbpx
Logo Bulk Services

Candidatos estão pagando para fazer campanha pelo WhatsApp

por BulkServices



Nestas eleições, uma disputa silenciosa está sendo travada no subterrâneo das comunicações.

Candidatos contratam empresas de “big data analytics’’ — que acumulam e gerenciam uma quantidade gigantesca de informações e dados — para disparar, via WhatsApp, vídeos e textos a um sem número de eleitores minuciosamente selecionados como formadores de opinião.

Vídeos e textos cujos conteúdos podem ser classificados para o bem… ou para o mal.

Quando o teor é do bem, o material, propaganda do aspira, identifica a coligação que o enviou, e segue as regras eleitorais.

Mas quando não é…

São ataques a adversários, sem qualquer identificação do remetente, e normalmente, pagos com recursos não declarados.

Em ascensão

O uso de “big data” foi decisivo nas eleições de Barack Obama, nos Estados Unidos.

Por aqui, a tática já também foi muito empregada em 2014.

Mas, este ano, explodiu.

Fonte: 24HorasNews

Comentários

Comentários